logo

Louis Vuitton, Chanel, Fendi e mais lojas de luxo saqueadas em meio a protestos contra a morte de George Floyd

Os protestos violentos só aumentam a cada dia após a morte de George Floyd. A morte do afro-americano que estava sob custódia policial causou distúrbios em partes dos Estados Unidos. Em cidades como Nova York, Chicago, Minneapolis etc., houve protestos massivos e surtos de violência. O toque de recolher foi imposto em vários estados para tentar conter a violência. A Guarda Nacional também foi chamada, mas parece que a situação está piorando.

Os manifestantes foram às ruas e várias propriedades, incluindo restaurantes, propriedades públicas e lojas de varejo de luxo, foram danificadas no processo. Lojas de luxo como Louis Vuitton, Gucci, Fendi. Alexander McQueen, Hermes, Chanel, etc. foram saqueados e vandalizados. Declarações como 'Coma os ricos', 'F *** a polícia', 'F *** Trump', 'Vivendo no inferno' e 'A revolução está chegando' foram pintadas com spray em várias lojas de varejo de luxo em fotos populares Carregou a página Diet Prada do Instagram.

Manifestantes com o rosto coberto para manter a identidade escondida, também saquearam as lojas e praticamente fugiram com os produtos, deixando-as todas praticamente vazias!

jason sudeikis o que há com isso

Embora tenham sido levantadas questões sobre como saquear lojas de varejo de luxo ajudam a ajudar nos protestos, outros dizem que não há uma maneira de protestar. A ideia é chamar a atenção para o assunto e fazer uma declaração.

Quais são seus pensamentos sobre os eventos em andamento? Comente abaixo e deixe-nos saber.